Deputado Carlos Von pede exoneração de Secretário Estadual de Saúde após balanço da Covid-19 no Estado

Deputado Carlos Von pede exoneração de Secretário Estadual de Saúde após balanço da Covid-19 no Estado

O Deputado Carlos Von apresentou a cronologia dos fatos que culminaram na segunda onda de Covid-19 no Estado do Espírito Santo, os dados expostos constatam o quanto o Estado arriscou ao trazer pacientes de outros estados e revela de acordo com o deputado, a má condução dos trabalhos pelo secretário estadual de saúde.

A Cronologia dos Fatos

Em sessão remota realizada na data de ontem (30), o Deputado Estadual Carlos Von Schilgen apresentou a cronologia dos fatos que resultaram na segunda onda de Covid-19 no estado.

Estado do Amazonas

De acordo com Carlos Von, em 12 de janeiro de 2021 foi descoberta a nova variante do Coronavirus no Estado do Amazonas, três dias após a descoberta o sistema de saúde de Manaus colapsou. Em menos de uma semana após a descoberta e do colapso, no dia 21 de janeiro, o Estado do Espírito Santo decide receber 36 pacientes com Covid-19 transferidos de Manaus.

Foto: Divulgação SESA

Estado de Rondônia

Quatro dias após o ES receber pacientes contaminados do estado do Amazonas, o Estado de Rondônia divulga preocupação com nova cepa que contaminara o seu Estado que também entrava em colapso.

No dia 07 de fevereiro o Estado do ES recebeu mais pacientes contaminados, dessa vez do Estado de Rondônia.

Foto: Hélio Filho / SECOM

Variantes encontradas no ES

No dia 14 de fevereiro, semanas após o governo decidir receber pacientes contaminados de estados que já anunciavam novas variantes, o Estado do Espírito Santo identificou novas variantes no Estado.  

“As cepas foram identificadas em pacientes de Manaus que foram transferidos para o estado em janeiro, e um funcionário do hospital Jayme dos santos neves. Então, é importante a gente apresentar toda essa cronologia para que a população entenda.” Disse o deputado.

O Estado do Espírito Santo é o segundo estado mais afetado por variantes do Covid-19

Em 20 de fevereiro foi anunciado pelo Ministério da Saúde que depois do Amazonas, o Estado do Espírito Santo é o mais afetado por variantes de Covid-19. O balanço realizado pelo Ministério acompanhou os dados após as novas variantes surgirem no Estado do Amazonas.

Santa Catarina

Em 25 de fevereiro foi anunciado a detecção de novas variantes britânicas em Santa Catarina, em apenas uma semana após o anúncio, o Estado de Santa Catarina transfere para o estado do Espírito Santo pacientes contaminados.

Foto:  Wing Costa/Secom

Espírito Santo em colapso

Após tantas ações de recepção de pacientes contaminados de outros estados enquanto pacientes capixabas morriam diariamente, o Estado do Espírito Santo tem sua saúde em total colapso.

Deputado Carlos Von

O Deputado Carlos Von não acredita ser apenas coincidência que as variantes foram surgindo naturalmente após a recepção de pacientes de estados com as respectivas variantes. O Deputado atribui o aprofundamento do colapso ao secretário de Saúde que não deveria ter recebido pacientes de estados que apresentaram novas variantes.

Carlos Von desabafou sobre a dificuldade dos parlamentares tratarem do tema diante da responsabilidade do Executivo e afirmou que como seus colegas, tem recebido demandas para auxiliar e que é inadmissível chegar ao ponto que o Estado chegou.

91% dos intubados foram a óbito

Outro dado alarmante elencado pelo Deputado é o fato de que 91% dos pacientes intubados no estado foram a óbito.

A má gestão da saúde coloca o Estado do Espírito Santo na pior posição do ranking no combate ao Covid-19 junto com o Estado de Alagoas. O Espírito Santo é o estado que mais tem morte de pacientes após entubados.

Hospitais sem conclusão e utilização

Carlos Von citou o hospital da Serra que está lindo e que deveria estar funcionando para atender a demanda.

Fonte: Prefeitura da Serra

“Não é só a Serra que poderia ser utilizada para o combate ao Covid-19. Guarapari está há anos tentando finalizar o Hospital Maternidade Cidade Saúde e o Secretário de Estado de Saúde tem ignorado completamente a importância de contribuir para a conclusão do mesmo e utilizar toda a estrutura para salvar vidas”.

Hospital Maternidade Cidade Saúde em construção há mais de dez anos.

Pedido de Exoneração

O Deputado Carlos Von em discurso pede a exoneração do Secretário Estadual de Saúde, Nésio Fernandes de Medeiros Júnior.

Foto: SESA

“Uma gestão pífia, de um secretário de saúde perdido, sem experiência e que coloca a sua ideologia política na frente dos interesses do povo capixaba. Um secretário comunista e negacionista. Quem é contra o tratamento precoce e intimida os médicos que são favoráveis? Um verdadeiro desastre para o Espírito Santo, por isso, o Governador Renato Casagrande não pode mais esperar, precisa substituir o secretário de saúde o quanto antes, só assim teremos condições de ver um luz no final do túnel”.

Assista ao trecho do discurso do Deputado Carlos Von:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *